Modens homologados pela OI

Caso o modem da sua escola tenha apresentado defeito, deve-se adquirir um novo modem. Entretanto, nem todos os modelos de modens são homologados para uso no projeto banda larga nas escolas.

Os modens homologados são os modelos:

  • THOMSON TG508 ( Não disponível no mercado convencional)
  • THOMSON SPEED TOUCH ST510v6( Não disponível no mercado convencional)
  • DSLINK 260E( Não disponível no mercado convencional)
  • DLINK DSL-500B ADSL ROUTER( Não disponível no mercado convencional)
  • DLINK DSL- 500B (Generation II) ADSL 2+( Não disponível no mercado convencional)
  • DLINK DSL-2500E ADSL 2/2 + ROUTER (De 70R$ a 90 R$)
  • ZTE ZXDSL 831 II ADSL 2+( Não disponível no mercado convencional)
  • TELSEC TS9000 (Encontrado no Mercado Livre – 20R$ novo)
Anúncios

Dica: Instalar o Adobe Flash Player

Obs. O post foi editado devido ao plugin “flashplugin-nonfree” instalar apenas a versão 10 do flash! Será substituido pelo “flashplugin-installer” que instala a 11 (Mais atual).

Essa operação é bastante simples de se fazer!

Abra o terminal (Linha de comandos):
Linux Educacional
Utilize as combinações de teclas Alt + F2, e na janela que aparecer digite konsole e dê ENTER

Ubuntu
Vá no menu Aplicações > Acessórios > Terminal

Na tela que se abriu, digite os comandos:

su
(Digite a senha de root)

escolas que possuem servidor devem usar esse comando também:
export http_proxy=”http://aluno:aluno@20.20.0.1:8080″

Continuando:
apt-get update

No Ubuntu:
apt-get install flashplugin-installer -y

No Linux Educacional:
apt-get install flashplugin-nonfree -y

Após terminar você estará com o plugin do flash player instalado, mas não esqueça de reiniciar o navegador se estiver aberto.

Para testar acesse este link, Se a página abrir como na imagem abaixo quer dizer que o seu flash está instalado e atualizado!!

Site de video aulas da seduc.

Contas de Usuários nas Escolas: Como entender e usar…

Uma das dúvidas mais frequentes nas escolas que já possuem o Servidor instalado.
Dentre as várias funcionalidades do Servidor estão: Controle de acesso, bloqueio de sites, limite de banda … , uma que se destaca são as propriedades de Domínio que entre outras coisas possibilita a utilização de um único usuários em várias maquinas, é claro estando no mesmo domínio.

DOMÍNIO

Estando a máquina no domínio, cada funcionário da escola, do pessoal da direção, núcleo gestor, secretaria, professores…; terão um usuário e uma senha para conectar ao servidor proxy ou mesmo no próprio computador. Por exemplo, antes do servidor o computador possuía certos usuários já criados no micro para uso dos funcionários, por exemplo, nos computadores da secretaria havia o usuário “secretaria”, na coordenação o usuário “coordenação” (Não necessariamente o mesmo nome do setor).

Agora para logar na máquina você poderá utilizar o usuário do computador para o setor (por exemplo “coordenação”),  onde os arquivos e configurações serão visíveis a qualquer um que utilizar este usuário (É o comum, já que na maioria das vezes são várias pessoas que utilização o computador, o funcionário da manhã trabalha em um documento de texto que o da tarde , ou noite irá terminar), mas caso se exija alguma particularidade com o conteúdo do arquivo é mais interessante utilizar seu usuário e senha para logar no computador, criando assim seu próprio ambiente de trabalho podendo personalizá-lo e tudo!

PROXY

O mesmo usuário próprio utilizado para logar na maquina será o utilizado para se autenticar junto ao servidor proxy, colocando o usuário e a senha após abrir o navegador (Firefox, Internet Explorer, Google Chrome, etc.) lembrando, é claro, de configurá-los antes para utilizar as configurações de proxy (Leia o post Dica: Setando o Proxy nos navegadores…)

EXEMPLOS

Abaixo algumas imagens da utilização de um usuário para logar na máquina e para autenticar-se no proxy.

No exemplo a seguir, entrarei com o usuário “robson.william” em uma máquina qualquer. Como só o usuário local (administrador) aparece na lista de usuários irei na opção: Outro… e em seguida digitarei o meu usuário e a seguir a senha do mesmo:

Inicio do Sistema - Tela de Login.
Inserindo o usuário robson.william. outros>robson.william
Após clicar em Iniciar sessão, inserir a senha

Feito isso, estarei logado no computador com o meu usuário e senha particular! Com o meu ambiente de trabalho onde “apenas” eu terei acesso (A não ser que deixe o usuário logado, ou forneça o usuário e senha a alguém – Não é recomendado fazer isso! )

Ambiente de trabalho do meu usuário
Ao abrir o navegador é pedido o usuário e senha.
Inserindo minhas credenciais

OBS

Por questão de segurança, não forneça sua senha de usuário para outras pessoas! Não deixe seu usuário próprio logado na máquina e saia da escola no final de expediente, por exemplo, pois se por um acaso alguém chega no computador e realiza alguma ação que infrinja as políticas de segurança do servidor, o responsável será o usuário que está utilizando o sistema/internet no momento.

Toda vez que você inserir seu usuário e senha para se autenticar no proxy quando abrir o navegador, ele irá pedir um usuário e senha; Porém somente na primeira vez ao abrir o navegador, por exemplo, ao abrir o Mozilla Firefox ele pedirá o usuário e senha, ao fechar o navegador ele removerá este usuário salvo e assim quando abrir novamente o navegador ele pedirá outra vez um usuário e senha (Extremamente importante quando se está em um usuário geral a “todos”, como o secretaria pro pessoal da secretaria). Caso esteja no seu usuário próprio logado, pode salvar a senha no navegador (Clicando em Memorizar), caso não, nunca salve!

Salvar (Memorizar), Não agora e Nunca salvar.

Dica: Setando o Proxy nos navegadores…


Obs
: Configuração para as escolas estaduais de Fortaleza que possuem servidor instalado e configurado.

É uma duvida frequente na maioria das escolas, ainda mais agora com a chegada dos novos servidores.

Proxy de acordo com o sabio Wikipédia

“é um servidor que atende a requisições repassando os dados do cliente à frente: um usuário (cliente) conecta-se a um servidor proxy, requisitando algum serviço, como um arquivo, conexão, página web, ou outro recurso disponível no outro servidor.

Um servidor proxy pode, opcionalmente, alterar a requisição do cliente ou a resposta do servidor e, algumas vezes, pode disponibilizar este recurso mesmo sem se conectar ao servidor especificado. Pode também atuar como um servidor que armazena dados em forma de cache em redes de computadores. São instalados em máquinas com ligações tipicamente superiores às dos clientes e com poder de armazenamento elevado.

Esses servidores têm uma série de usos, como filtrar conteúdo, providenciar anonimato, entre outros.(…)”

Ou seja, em um servidor proxy você possui um nome de usuário e uma senha para acessar certos serviços, internet por exemplo, e dependendo do nível do seu usuário um conteúdo é liberado. Bloqueios de sites, controle de trafego, informações de acesso, etc.

É de estrema importância cada funcionário da escola possuir um usuários e uma senha, para que se tenha um controle do que é acessado e do que é feito enquanto está no computador, imaginem que alguém imprime 100 folhas de uma vez! É bom saber quando e quem mandou esse trabalho de impressão.

Em uma escola onde se  tem um servidor proxy controlando a rede, um computador desconfigurado para utilizar o proxy não conseguirá se conectar a internet, então é de estrema importância saber como configurar o seu micro ou notebook para utilizar o proxy (Muito frequente para professores e outros funcionários que costuman utilizar os seus notebooks pessoais.)

Configurando no Firefox:

  1. Ao abrir o Navegador Mozilla Firefox, va na opção Editar (No linux) ou Ferramentas (No windows), e lá procure pela opção preferencias ou propriedades.
  2. Em propriedades selecione a aba ‘Avançado’ e em avançado escolha a aba ‘Rede
    Propriedades > Redes

     

  3. Clique no botão ‘Configurar Conexão’:
Configurar Conexão

 

  • Sem Proxy –> Não utilizará nenhuma configuração de proxy;
    Autodetectar as configurações –> Identificar o proxy automaticamente;
    Usar as configurações do sitema –> Padrão do sistema (Semelhante a anterior)
    Configuração Manual: Configurar manualmente o servidor proxy, é o que iremos utilizar.
    A maioria das escola possuem um padrão com relação ao servidor proxy mas por via das duvidas analise como está configurado o proxy em um outro computador que esteja utilizando a internet normal.Para configurar manualmente siga a configuração a seguirHTTP -> IP_do_PROXY (192.168.1.11, 192.168.2.1, 192.168.1.1, etc.)PORTA -> Numero_da_porta (8080, 80, 5438, etc.)Marque a opção ‘Usar este proxy para todos os protocolos’ e clique em ‘OK’.

    Exemplo de configuração

     

Configurando no Internet Explorer:

  1. No menu Ferramentas no Internet Explorer, clique em Opções da Internet , clique em conexões de guia e, em seguida, clique em Configurações da LAN .
  2. Em servidor , clique para selecionar a caixa de seleção usar um servidor proxy para a rede local .
  3. Na caixa endereço , digite o endereço IP do servidor proxy (192.168.2.1, 192.168.1.11, etc.).
  4. Na caixa porta , digite o número da porta usada pelo servidor proxy para conexões de cliente (por padrão, 8080).
  5. Você pode clicar para marcar a caixa de seleção Ignorar servidor proxy para endereços locais se você não deseja o computador de servidor proxy para ser usado quando você se conectar a um computador na rede local (Isso pode acelerar o desempenho).
  6. Clique em OK para fechar o LAN configurações caixa de diálogo.
  7. Clique em OK novamente para fechar a caixa de diálogo Opções da Internet .
Exemplo de configuração

 

Configurando no Google Chrome:

  1. O Google chrome utiliza as configurações de proxy do sistema, sendo que no Windows aparecerá a mesma janela de configuração que a do Internet Explorer, e no linux aparecerá as opções de proxy para todo o sistema,A direita clique no icone de ‘ferramentas’ a chave de fenda, e vá na opção ‘Preferências’
  2. A esquerda selecione ‘Configurações Avançadas’ e descendo mais a página vá em ‘Alterar Configurações de proxy’
  3. Se você estiver utilizando algum sistema Windows, irá aparecer a mesma tela de configuração do proxy que do Internet Explorer, caso esteja em um sistema Linux será uma tela mais ou menos como a imagem a seguir:
    Exemplo de configuração de proxy do sistema

     

    Obs. Apenas coloque o ip do proxy na opção ‘Proxy HTTP’ e na primeira opção de ‘Porta’, deixando habilitado  ‘Usar o mesmo proxy para todos os protocolos’. Dependendo da distribuição Linux poderá diferenciar um pouco.

Se não conseguir conectar a internet mesmo com o proxy configurado acione o Suporte Técnico – Sefor

Funcionamento da internet nas escolas estaduais de Fortaleza

A internet na escola chega através de um modem, que pode ser de vários modelos, onde recebe um link da “Oi” que normalmente terá a velocidade de 1Mb, podendo algumas escolas já terem seu link ampliado para 2Mb. As escolas que possuem Gigafor “funcionando” com servidor, tem o acréscimo de 3Mb dependendo do sinal, que configurado no servidor se juntará ao link da Oi, somando-se assim as velocidades (Oi + Gigafor).
Chegando o sinal da internet na escola, sai um cabo de rede do modem para um switch, onde ele é o responsável por transmitir internet para todos os outros computadores: administrativo, secretaria, laboratório, multimeios…

OBS: Se a escola tem servidor, o cabo de rede sai do modem e deve ser ligado nele (servidor) e dele deve sair outro cabo de rede que irá até o switch fazendo assim o processo de distribuição da internet.

 

“É preciso parar de encarar a Internet como uma rede de computadores.

Ela é uma rede de pessoas.” (David Siegel)

Conhecendo os equipamentos…

Modem

É a partir dele que chega e sai a internet.

 

Switch

Ele é o responsável pela distribuição da internet aos outros computadores.

 

Roteador Wireless

Ele é o responsável por distribuir a internet Wireless (sem fio), a todos os
computadores que possuam rede wireless.
Ex: Notebooks, impressoras e computadores que possuam essas placas de rede.

  

Servidor 

É um computador de grande porte, responsável por todo gerenciamento de rede,

 internet, usuários, permissões de acesso, bloqueios e backups.

Obs: A internet tem que passar 1º pelo servidor para depois distribuir para os outros computadores.

 

 “Não confunda jamais conhecimento com sabedoria. Um o ajuda a ganhar a vida;

o outro a construir uma vida.” (Sandra Carey)